Rádio Germinal

Os Melhores Lançamentos de 2017 - Biquini Cavadão, Guilherme Arantes, Chico Buarque, Tribalistas, Nau dos Insensatos

Biquini Cavadão, Guilherme Arantes, Tribalistas, Chico Buarque e diversos outros lançamentos de 2017, você ouve na Rádio Germinal, onde a música não é mercadoria; é crítica, qualidade e utopia!

Ouça Rádio Germinal: http://radiogerminal.com

Veja alguns vídeos destes lançamentos:

Nau dos Insensatos: Filme de Zumbi



Biquini Cavadão: Coragem


Tribalistas: Lutar e Vencer


Guilherme Arantes: Árvore da Inocência



Chico Buarque e Clara Buarque: Dueto


Esses e diversos outros lançamentos podem ser ouvidos na programação diária da Rádio Germinal!!!



Something Just Like This (feat. Coldplay) The Chainsmokers

Something Just Like This (feat. Coldplay)
The Chainsmokers
 
Algo Assim (part. Coldplay)

Estive lendo livros antigos
As lendas e os mitos
Aquiles e seu ouro
Hércules e seus dons
O controle do Homem-Aranha
E Batman com seus punhos
E claramente não me vejo nessa lista

Ela disse: Aonde você quer ir?
Quanto você quer arriscar?
Eu não estou procurando por alguém
Com dons sobre-humanos
Um super-herói
Uma felicidade de conto de fadas
Apenas algo para que eu possa recorrer
Alguém que eu possa beijar

Eu quero algo assim
Doo-doo-doo, doo-doo-doo
Doo-doo-doo, doo-doo
Doo-doo-doo, doo-doo-doo
Oh, eu quero algo assim
Doo-doo-doo, doo-doo-doo
Doo-doo-doo, doo-doo
Doo-doo-doo, doo-doo-doo

Oh, eu quero algo assim
Eu quero algo assim

Estive lendo livros antigos
As lendas e os mitos
Os testemunhos que contavam
A lua e seu eclipse
E o Superman retira
Um terno antes de voar
Mas não sou o tipo de pessoa que se encaixa nisso

Ela disse: Aonde você quer ir?
Quanto você quer arriscar?
Eu não estou procurando por alguém
Com dons sobre-humanos
Um super-herói
Uma felicidade de conto de fadas
Apenas algo para que eu possa recorrer
Alguém que eu possa sentir falta

Eu quero algo assim
Eu quero algo assim

Eu quero algo assim
Doo-doo-doo, doo-doo-doo
Doo-doo-doo, doo-doo
Doo-doo-doo, doo-doo-doo
Eu quero algo assim
Doo-doo-doo, doo-doo-doo
Doo-doo-doo, doo-doo
Doo-doo-doo, doo-doo-doo

Ela disse: Aonde você quer ir?
Quanto você quer arriscar?
Eu não estou procurando por alguém
Com dons sobre-humanos
Um super-herói
Uma felicidade de conto de fadas
Apenas algo para que eu possa recorrer
Alguém que eu possa beijar

Eu quero algo assim

Oh, eu quero algo assim
Oh, eu quero algo assim
Oh, eu quero algo assim

Something Just Like This (feat. Coldplay)

I've been reading books of old
The legends and the myths
Achilles and his gold
Hercules and his gifts
Spiderman's control
And Batman with his fists
And clearly I don't see myself upon that list

She said: Where'd you wanna go?
How much you wanna risk?
I'm not looking for somebody
With some superhuman gifts
Some superhero
Some fairytale bliss
Just something I can turn to
Somebody I can kiss

I want something just like this
Doo-doo-doo, doo-doo-doo
Doo-doo-doo, doo-doo
Doo-doo-doo, doo-doo-doo
Oh, I want something just like this
Doo-doo-doo, doo-doo-doo
Doo-doo-doo, doo-doo
Doo-doo-doo, doo-doo-doo

Oh, I want something just like this
I want something just like this

I've been reading books of old
The legends and the myths
The testaments they told
The moon and its eclipse
And Superman unrolls
A suit before he lifts
But I'm not the kind of person that it fits

She said: Where'd you wanna go?
How much you wanna risk?
I'm not looking for somebody
With some superhuman gifts
Some superhero
Some fairytale bliss
Just something I can turn to
Somebody I can miss

I want something just like this
I want something just like this

Oh, I want something just like this
Doo-doo-doo, doo-doo-doo
Doo-doo-doo, doo-doo
Doo-doo-doo, doo-doo-doo
I want something just like this
Doo-doo-doo, doo-doo-doo
Doo-doo-doo, doo-doo
Doo-doo-doo, doo-doo-doo

Where'd you wanna go?
How much you wanna risk?
I'm not looking for somebody
With some superhuman gifts
Some superhero
Some fairytale bliss
Just something I can turn to
Somebody I can kiss

I want something just like this

Oh, I want something just like this
Oh, I want something just like this
Oh, I want something just like this





Depeche Mode - Onde Está A Revolução?


Where's The Revolution
Depeche Mode

Onde Está A Revolução?

Vocês estão sendo controlados
Estão sofrendo abusos
Mentiram pra vocês
Colocaram "verdades" em suas cabeças
Quem está decidindo por vocês?
Vocês ou sua religião?
Seu governo, seus países?
Vocês, viciados patrióticos

Onde está a revolução?
Vamos lá pessoal
Vocês estão me decepcionando
Onde está a revolução?
Vamos lá pessoal
Vocês estão me decepcionando

Sacanearam vocês
Por muito tempo
Abusaram de seus direitos
Recusaram ouvir suas opiniões
Eles manipulam e ameaçam
Usando o terror como arma
Assustam até que vocês fiquem estupefatos
Minam sua confiança até que vocês estejam do lado deles

Onde está a revolução?
Vamos lá pessoal
Vocês estão me decepcionando
Onde está a revolução?
Vamos lá pessoal
Vocês estão me decepcionando

O trem está vindo
O trem está vindo
O trem está vindo
O trem está vindo

Portanto, subam a bordo
Subam a bordo
Subam a bordo
Subam a bordo

O motor está zunindo
O motor está zunindo
O motor está zunindo
O motor está zunindo

Portanto, suba a bordo
Subam a bordo
Subam a bordo
Subam a bordo

Onde está a revolução?
Vamos lá pessoal
Vocês estão me decepcionando
Onde está a revolução?
Vamos lá pessoal
Vocês estão me decepcionando


Where's The Revolution

You've been kept down
You've been pushed 'round
You've been lied to
You've been fed truths
Who's making your decisions
You or your religion
Your government, your countries
You patriotic junkies

Where's the revolution
Come on people
You're letting me down
Where's the revolution
Come on people
You're letting me down

You've been pissed on
For too long
Your rights abused
Your views refused
They manipulate and threaten
With terror as a weapon
Scare you till you're stupefied
Wear you down until you're on their side

Where's the revolution
Come on people
You're letting me down
Where's the revolution
Come on people
You're letting me down

Thetrain is coming
The train is coming
The train is coming
The train is coming

So get on board
Get on board
Get on board
Get on board

The engine's humming
The engine's humming
The engine's humming
The engine's humming

So get on board
Get on board
Get on board
Get on board

Where's the revolution
Come on people
You're letting me down
Where's the revolution
Come on people
You're letting me down

ESTAS E OUTRAS MÚSICAS VOCÊ OUVE NA RÁDIO GERMINAL, ONDE A MÚSICA NÃO É MERCANCIA; É CRÍTICA, QUALIDADE E UTOPIA:

http://radiogerminal.com


Outras músicas de Depeche Mode:






"Corrupção": Para entender "O Espírito da Coisa"

A Banda "O Espírito da Coisa" lançou várias músicas de crítica social através da ironia. Uma delas é a música "Corrupto", que continua atual por remeter a uma questão estrutural do capitalismo.

Abaixo link para vídeo com a música "Corrupto", depois a letra da música, seguida por vídeo sobre a banda "O Espírito da Coisa" e link para artigo sobre corrupção.




Corrupto

O Espírito da Coisa


Pai, quando eu crescer,
Eu quero ser que nem você!
Pai eu quero ser, pai eu quero ser!
Corrupto! corrupto!

Pai, quando eu crescer,
Eu quero ser que nem você!
Pai eu quero ser, pai eu quero ser!
Corrupto! corrupto!

Viva, viva
A nova república!
Papai sempre foi um cara da pesada!
Vai fazer na vida pública
O que fazia na privada!

Pai, quando eu crescer,
Eu quero ser que nem você!
Pai eu quero ser, pai eu quero ser!
Corrupto! corrupto!

Pai, quando eu crescer,
Eu quero ser que nem você!
Pai eu quero ser, pai eu quero ser!
Corrupto! corrupto!

Salve, salve, papai é o tal
Papai abriu um banco ser ter capital
Pai faliu, que dia feliz!
Agora nós moramos em Paris!

Pai, quando eu crescer,
Eu quero ser que nem você!
Pai eu quero ser, pai eu quero ser!
Corrupto! corrupto!

Pai, quando eu crescer,
Eu quero ser que nem você!
Pai eu quero ser, pai eu quero ser!
Corrupto! corrupto!

Olha, olha, que coisa bonita!
Quando papai passa todo o povo grita!
Um, dois, três, quatro, cinco mil!
Porque que esse povo é tão gentil!

Pai, quando eu crescer,
Eu quero ser que nem você!
Pai eu quero ser, pai eu quero ser!
Corrupto! corrupto!

Pai, quando eu crescer,
Eu quero ser que nem você!
Pai eu quero ser, pai eu quero ser!
Corrupto! corrupto!

Pai, quando eu crescer,
Eu quero ser que nem você!
Pai eu quero ser, pai eu quero ser!
Corrupto! corrupto!

Pai, quando eu crescer,
Eu quero ser que nem você!
Pai eu quero ser, pai eu quero ser!
Corrupto! corrupto!



Leia o artigo "A corrupção na sociedade brasileira",

Essas e outras músicas você ouve na Rádio Germinal!
http://radiogerminal.com
http://radiogerminal.blogspot.com.br




Destaque Musical 02: Paulo Maia - Eu Preciso de Você

A música do cantor Paulo Maia, "Eu Preciso de Você", em Destaque Musical, da Rádio Germinal!

Algumas músicas tematizam questões sociais indiretamente. Diversas músicas abordam a questão da solidão, da busca do amor romântico, etc. Paulo Maia, em sua música “Eu Preciso de Você”, tematiza a questão da solidão e da busca da verdadeira amizade e do amor. Numa sociedade na qual as relações sociais são dilaceradas pela competição e luta de classes, geradoras de solidão, desconfiança e afastamento, a busca da “cara metade” ou de amizade verdadeira, ou ambas, se torna um desejo generalizado na sociedade. Assim, o amor sexual, a família, as amizades, os animais domésticos e as crianças, se tornam o refúgio para fugir da solidão e uma forma de encontrar relações sociais humanizadas. A música de Paulo Maia expressa o sentimento de um indivíduo diante dessa realidade.

Abaixo letra e vídeo com esta música. 

Essas e outras músicas você ouve na Rádio Germinal, onde a música não é mercadoria; é crítica, qualidade e utopia! 

Clique acima para ouvir ou então acesse via o site da Rádio Germinal: http://radiogerminal.com 


EU PRECISO DE VOCÊ
Paulo Maia

Essa tristeza toda

Dentro do coração
Parece que não muda
Até que passe a solidão



As pessoas não se falam mais
Por isso eu preciso de você demais
Eu preciso de você



Fique então comigo
Preciso conversar
Eu busco um amigo
Coisa difícil de encontrar

Essa tristeza toda

Dentro do coração
Parece que não muda
Até que passe a solidão



As pessoas não se falam mais
Por isso eu preciso de você demais
Eu preciso de você



Fique então comigo
Preciso conversar
Eu busco um amigo
Coisa difícil de encontrar


A banda "O Espírito da Coisa" em Destaque Musical, da Rádio Germinal

A banda "O Espírito da Coisa" em Destaque Musical, da Rádio Germinal!

Destaque musical apresenta quatro músicas da banda "O Espírito da Coisa": Ligeiramente Grávida, Mimi Trotskista, Salário Mínimo e Corrupto.

Destaque Musical! A banda "O Espírito da coisa" ficou conhecida nos anos 1980 através do capital radiofônico com sua música "Ligeiramente Grávida". O que o grande público não teve acesso foi às demais músicas da banda, que iam além da ironia com a vida cotidiana. A ironia social e política é perceptível em "Mimi Trotskista", "Salário Mínimo" e "Corrupto".

Abaixo vídeo com as quatro músicas. Essas e outras músicas você ouve na Rádio Germinal, onde a música não é mercadoria; é crítica, qualidade e utopia! Clique acima para ouvir ou então acesse via o site da Rádio Germinal: http://radiogerminal.com 


Barão Vermelho agora em Overdose Musical!


Agora, às 11 horas, em Overdose Musical (Rádio Germinal), um especial com as melhores músicas da banda Barão Vermelho!

http://radiogerminal.com

Ou clique acima na seta para começar a ouvir!

Agora você pode fazer seu pedido musical!



Agora você pode fazer seu pedido musical!



Agora é possível o ouvinte da Rádio Germinal fazer o seu pedido musical. Escolha uma música da programação ou uma música de qualidade, crítica ou utópica e faça o seu pedido. A música será tocada durante a programação e todos os sábados e domingos ao meio dia, no programa "Pediu, Ouviu". Participe! Para fazer o seu pedido, basta preencher o formulário clicando aqui. É só pedir para ouvir!

Belchior em "Overdose Musical"


BELCHIOR EM "OVERDOSE MUSICAL"


Belchior é um dos grandes nomes da MPB. A sua morte no dia 30 de abril deste ano abalou os seus fãs. Em homenagem a este cantor, a Rádio Germinal dedicará a ele o programa "Overdose Musical", selecionando alguns de seus maiores sucessos e outras músicas relevantes. Belchior ficou famoso nacionalmente com músicas como "Apenas um rapaz latino-americano", "Medo de Avião", entre outras, além de ter sido compositor gravado por diversos outros cantores e cantoras, tal como sua música, "Como nossos pais", que ficou famosa na voz de Elis Regina. Com apresentação do sociólogo e historiador Diego Marques, neste domingo, às 11 horas, teremos mais um overdose musical, que iniciou semana passada com Guilherme Arantes, em homenagem a Belchior. Acesse Rádio Germinal (http://radiogerminal.com) e ouça Belchior e comentários sobre sua produção musical.

Atenção: Este programa pode ser ouvido neste blog e no site da Rádio Germinal (http://radiogerminal.com) ou, ainda, através do app da Rádio Germinal para celulares:
https://play.google.com/store/search?q=R%C3%A1dio%20Germinal&c=apps&hl=pt_BR


Versão 8 do app da Rádio Germinal traz novidades!


O aplicativo da Rádio Germinal para celulares foi alterado para sua versão 8.0, resolvendo alguns problemas existentes, contando com novo player mais eficiente e inclusão do site da Rádio Germinal.

Confira, baixe e ouça em seu celular!

Clique aqui!

Ou ouça no aplicativo Iradios!

Clique aqui!


Show: Saulo canta músicas de Zé Ramalho e Fagner


No próximo sábado, dia 15/04/2017, a partir das 18 horas, no Armazém, haverá show ao vivo com Saulo, cantando músicas de Zé Ramalho e Raimundo Fagner.

O ingresso é de apenas 10 reais.

Como chegar ao Armazém?

https://goo.gl/maps/VLxsAvuYB9S2

Apoio: Rádio Germinal, onde a música não é mercadoria, é crítica, qualidade e utopia!

O DIA EM QUE O MORRO DESCER E NÃO FOR CARNAVAL


Abaixo vídeo e letra da música "O dia em que o morro descer e não for carnaval", de Wilson das Neves. Essa e outras músicas você ouve na Rádio Germinal, onde a música não é mercancia; é crítica, qualidade e utopia:


O DIA EM QUE O MORRO DESCER E NÃO FOR CARNAVAL
Letra: Paulo César Pinheiro.
Música: Wilson das Neves.
O dia em que o morro descer e não for carnaval
ninguém vai ficar pra assistir o desfile final
na entrada rajada de fogos pra quem nunca viu
vai ser de escopeta, metralha, granada e fuzil
(é a guerra civil)
No dia em que o morro descer e não for carnaval
não vai nem dar tempo de ter o ensaio geral
e cada uma ala da escola será uma quadrilha
a evolução já vai ser de guerrilha
e a alegoria um tremendo arsenal
o tema do enredo vai ser a cidade partida
no dia em que o couro comer na avenida
se o morro descer e não for carnaval
O povo virá de cortiço, alagado e favela
mostrando a miséria sobre a passarela
sem a fantasia que sai no jornal
vai ser uma única escola, uma só bateria
quem vai ser jurado? Ninguém gostaria
que desfile assim não vai ter nada igual
Não tem órgão oficial, nem governo, nem Liga
nem autoridade que compre essa briga
ninguém sabe a força desse pessoal
melhor é o Poder devolver à esse povo a alegria
senão todo mundo vai sambar no dia
em que o morro descer e não for carnaval.


Mais um palhaço no seu carnaval...

Essa e outras músicas você ouve na Rádio Germinal, onde a música não é mercadoria, é crítica, qualidade e utopia.

Mais um palhaço no seu carnaval - Selvagens à procura de lei
(Letra e vídeo abaixo):



Mais um Palhaço no Seu Carnaval
(Gabriel Aragão)

Você é testemunha do que está acontecendo
(Do que está acontecendo)
Não, não faça cerimônia, não
Eu adiei todos os meus compromissos
Mas não se apresse em me abandonar
Eu ainda tenho as minhas mãos e os meus ouvidos
(As minhas mãos e os meus ouvidos)
E uma velha dúvida pra tirar
(E uma velha dúvida pra tirar)
E se as minhas mãos e os meus ouvidos nunca mentem
(Nunca mentem)
A quem eu quero enganar?
Quem você quer enganar?
O meu rei é à toa e o seu rei, sem coroa
Se o meu rei é à toa o seu rei está
Na barriga de um vencedor
E nos confetes que ele ganhou
Assim é o vendaval: a fantasia de todo carnaval
A quem a gente quer enganar?
Quem vocês vão enganar?

Mais um palhaço no seu carnaval...

E eu sei que você também pensa que não
Embora esconda em vão
Mas o tempo é passageiro e vai...
Vai dobrar os joelhos

Mais um palhaço no seu carnaval.


"Não adianta o oprimido virar opressor" - Música e Crítica Social: Ponto de Equilíbrio

A música abaixo aponta para uma percepção crítica de algo bastante comum em certos movimentos sociais na contemporaneidade, o autoctonismo e aloctonismo. Trata-se de uma música que realiza uma crítica social, mostrando a opressão e que a inversão da situação de opressor e oprimido não resolve a questão. Nesse sentido, é preciso "saber o que fazer/pensar/dizer". A letra da música é relativamente simples, mas abre espaço para reflexões. Também falta a utopia (a solução) e sair da relação apenas entre opressor e oprimido, indo para a questão mais fundamental e fundante da opressão, que é a exploração de classe. Abaixo letra e vídeo desta música, que você ouve na Rádio Germinal, onde a música não é mercancia, é crítica, qualidade e utopia.


África
Ponto de Equilibrio


Melhor do que viver acorrentado:
É saber o que fazer
É saber o que pensar
É saber o que dizer


A ovelha não deve se vingar do lobo
Pois o justo não anda no caminho dos tolos
Não adianta o oprimido virar opressor
Inverter a sociedade não vai acabar com sua dor


Afinal somos todos irmãos, lá-lá-lá-lá-lá-lá
Eu e eu, uma só nação, nossa terra:
África, mãe de toda criação

Nossa terra, nossa mãe: África, mãe de toda a geração


O Rock de Suzi Quatro

Suzy Quatro, "48 Crash". O Rock de Suzi Quatro você ouve na Rádio Germinal:
It's like a lightning flash


Acesse e faça o download do aplicativo da Rádio Germinal para seu celular. Através dele poderá ouvir a Rádio Germinal, acessar diretamente músicas e vídeos musicais de Edmilson Marques, bem como acesso a novidades, postagens, textos, reflexões sobre música, canal do youtube da Rádio Germinal, etc.

Para baixar o app, clique neste link:

A crítica da banda Câmisa de Vênus: Enigma

Enigma
Camisa de Vênus

Quis conter-me mas não pude
Revoltado com a atitude dessa gente original
Que pensa ser incomum e julga todos por um
E prega sem ter moral

Insensatos pregadores
Esses cruéis detratores
Agem quase sempre assim
São imbecis personagens
Molares das engrenagens
Que sentem inveja de mim

Dizem que eu encarno o mal
Que eu não passo de um radical
E que sempre falo demais
Dizem esses entendidos
Que eu devo tomar juízo
Ser como eles banais

Não os temo e nem me assusto
Mesmo sabendo que o justo
Paga pelo pecador
Pois quem não deve não medra
Atire a primeira pedra
E eu mostro o meu valor




ESSAS E OUTRAS MÚSICAS, VOCÊ OUVE NA RÁDIO GERMINAL, ONDE A MÚSICA NÃO É MERCANCIA, É CRÍTICA, QUALIDADE E UTOPIA!!!

Beto Guedes: O Sal da Terra

Abaixo letra e vídeo da música de Beto Guedes, Sal da Terra.
Essas e outras música você ouve na Rádio Germinal:

Anda, quero te dizer nenhum segredo
Falo desse chão, da nossa casa, vem que tá na hora de arrumar
Tempo, quero viver mais duzentos anos
Quero não ferir meu semelhante, nem por isso quero me ferir
Vamos precisar de todo mundo pra banir do mundo a opressão
Para construir a vida nova vamos precisar de muito amor
A felicidade mora ao lado e quem não é tolo pode ver

A paz na Terra, amor, o pé na terra
A paz na Terra, amor, o sal da...
Terra, és o mais bonito dos planetas
Tão te maltratando por dinheiro, tu que és a nave nossa irmã
Canta, leva tua vida em harmonia
E nos alimenta com teus frutos, tu que és do homem a maçã
Vamos precisar de todo mundo, um mais um é sempre mais que dois
Pra melhor juntar as nossas forças é só repartir melhor o pão
Recriar o paraíso agora para merecer quem vem depois
Deixa nascer o amor
Deixa fluir o amor
Deixa crescer o amor
Deixa viver o amor


A Música Antirracista de Timmy Thomas

Abaixo vídeo e letra da música de Timmy Thomas, Why Can't We Live Together (Por que não podemos viver juntos), de 1972. Essas e outras músicas você ouve na Rádio Germinal, onde a música não é mercadoria; é crítica, qualidade e utopia.






Timmy Thomas, Why Can't We Live Together (Por que não podemos viver juntos)

Por Que Não Podemos Viver Juntos ?

Diga-me por quê diga-me por quê
hmm Por que não podemos viver juntos?
Diz pra mim por quê
hmm Por que não podemos viver juntos?
Todo mundo quer viver junto
Por quê não podemos estar juntos?
Sem guerra, sem guerra, sem guerra
hmm so um pouquinho de paz
Nós so queríamos que as guerras acabassem
e um pouco de paz no mundo
Todo mundo quer viver junto
Por que não podemos viver juntos?
Não importa qual a tua cor
hmm você é meu irmão
É como eu disse, não importa a tua raça
hmm você é meu irmão
Todos querem viver juntinhos
Por que não podemos viver juntos?
Todo mundo quer viver
Todos chegaram a estar juntos
ôô todos querem viver
Todos chegaram a estar juntos
Ooh Ooh laaa laa laa laa
Todo mundo chegou a unir-se
Todo mundo quer estar unido
Não importa a tua cor
hmm você é meu irmão
Não importa mesmo a tua raça
Você é meu irmão
Todos querem viver unidos
Por que não podemos viver juntos?
viver juntos
Juntos!